Club de Santa Fé

JAMEL é a 1ª Empresa Cidadã Major Donor do Distrito 4630

Empresa Cidadã do Rotary Club de Jandaia do Sul, a Jamel é a 1ª Empresa Cidadã do Distrito 4630 a receber o Título Major Donor, em reconhecimento a sua parceria com a Fundação Rotária, pelas suas contribuições ajudarem a transformar em projetos que beneficiam milhares de pessoas em todo o mundo. Esta homenagem de Doador Extraordinário é concedida a pessoas e empresas que atingem US$ 10 mil de contribuição à Fundação Rotária, que reconhece os Major Donors em seis níveis. Segundo o governador 2015-16 Renato Tavares, Coordenador Assistente da Fundação Rotária, as doações de pessoas físicas compõem diversos fundos, entre eles o Fundo Anual de Programas, o Fundo Pólio Plus e o Fundo de Dotação. Quando as contribuições são oriundas de empresas, elas são destinadas para a Associação Brasileira da The Rotary Foundation. “Os investimentos servem para Projetos de Subsídio Distrital ou Global, que financiam programas humanitários, que ajudam a melhorar a saúde, a redução da pobreza, o analfabetismo, o desenvolvimento econômico, a resolução de conflitos, entre outros”, explica Tavares. Ariani Missiato, Diretora Administrativa da Jamel, é a responsável pela gestão da empresa, supervisão administrativa, financeira, jurídica e comercial. “Com muito carinho recebemos esta homenagem e agradecemos a Deus por nos proporcionar nosso sustento e poder contribuir com projetos sociais onde encontramos pessoas especiais, como os rotarianos, que disponibilizam seu tempo livre para trabalhar em benefício ao próximo”, destaca.  A empresária afirma que a contribuição através do Programa Empresa Cidadã “é feita com o coração”. “Na minha opinião temos que ser gratos pela nossa comunidade, pois dela é que vem a ajuda que precisamos para tirar nosso sustento e crescer.  Sem a colaboração das pessoas que moram na nossa comunidade não vamos a lugar algum.  Acredito que todos nós empresários devemos ajudar”, defende Ariani. A Jamel iniciou suas atividades no interior de São Paulo, na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, com três sócios.  Nos anos 70 tornou-se necessária sua expansão e foi criada a filial em Jandaia do Sul.   Em 1997, foi feita a cisão da empresa. O sócio Esio Missiato e seus filhos optaram por Jandaia do Sul enquanto os outros dois sócios permaneceram em sociedade na antiga matriz no estado de São Paulo.  O senhor Esio continua na administração como presidente da Indústria Missiato de Bebidas.   A empresa conta com cerca de 500 colaboradores diretos e com 28 representantes comerciais que atendem todo o Brasil e exterior. A marca se expande através do trabalho feito com distribuidores, atacadistas e clientes. “Fazemos um planejamento em mídias televisivas, visuais e redes sociais, além de pela sua qualidade como marca conquistar sempre novos consumidores. Estamos sempre atentos às novas tendências de mercado e procuramos desenvolver produtos que possam agradar aos mais diversos paladares”, explica Ariani.   Para a aprovação de qualquer produto, a Jamel trabalha com a sinergia entre vários departamentos: Qualidade, Jurídico, Custos, Marketing e Comercial.  De acordo com a diretora administrativa, não existe diferença entre matriz e a filial em Anápolis, Goiás. “As duas plantas industriais possuem tecnologia de ponta e alto controle de qualidade dos nossos produtos. A escolha por Anápolis foi feita para melhor atender o Centro Oeste, Norte e Nordeste, pela sua localização. Deu-se pela necessidade de maior produção para poder atender a demanda crescente do mercado pelos nossos produtos”, ressalva sobre a expansão da marca. Além do Rotary, a Jamel é parceira de entidades de Jandaia do Sul e de outras cidades da região, como exemplo creches, asilos, igreja, escolas, etc. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 13 de Novembro de 2019

GAs em Ação - Cleber Silverio Simão – Grupo 20: Fênix, Lunardelli, São João do Ivaí e Barbosa Ferraz Celeiro do Paraná

Com 13 anos de Rotary, Cleber já passou por todas as comissões. “Mas presidir as de Desenvolvimento do Quadro Associativo, Projetos e Fundação Rotária foi o mais desafiador e gratificante, pois foi com o conhecimento adquirido nelas que assumi o cargo de presidente em 2015-16. Através de treinamentos e palestras, pude enriquecer meus conhecimentos, assim, me senti preparado em aceitar o convite do governador Edio para o cargo de Governador Assistente (GA)”. Casado com Bruna Maria, há cerca de quatro meses chegou Elis Maria para completar a família. Segundo Cleber, a compreensão e ajuda da esposa são fundamentais para ele assumir os compromissos como GA. Empresário no ramo de Papelaria, ele agora transformou um hobby em negócio. Criou, com outros três parceiros, a Cervejaria 4Bodes – Indústria de Cervejas Artesanais. “Mesmo com todos os compromissos no meio empresarial, dedico-me ao máximo aos clubes. Mantenho visitas periódicas e fico à disposição para sanar dúvidas através, de e-mails e telefones”, completa. Seu grupo trabalha na formação de Rotary Clubs Satélites com os rotarianos de Barbosa Ferraz. “Estamos bem adiantados na fundação do RC Satélite em Corumbataí do Sul, onde contamos com o apoio da Equipe Distrital do DQA - Atração e Engajamento, em especial do companheiro Maioli e governador Claudiney Rocco. Ainda temos como meta mais dois Clubes Satélites, um em Godoy Moreira, com o apoio dos Rotary Clubs de Lunardelli e São João do Ivaí, e outro em Quinta do Sol, com o apoio dos associados de Fênix”, explica. Os clubes têm utilizado as ferramentas repassadas em treinamentos para a admissão de novos sócios e, para reforçar esse trabalho, estão em contato com a Equipe Distrital para Palestras de Motivação para Admissão de novos sócios. Em setembro, uma Palestra sobre Projetos, ministrada pelo governador Renato Tavares, foi direcionada para todos os clubes do Grupo 20, com o objetivo de fomentar a realização de Projetos. “Todos os Clubes do Grupo 20 realizaram Projetos de Subsídio Distrital e temos como meta a realização de, pelo menos, um Global por clube”, destaca Cleber. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 08 de Novembro de 2019

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL: PROJETO EM PAZ COM A NATUREZA

O projeto “Em Paz com a Natureza” do Rotary Club de Paranavaí Entre Rios após cinco anos de implantação tem dado resultados excelentes na nascente do Ribeirão Paranavaí, local do plantio de diversos tipos de mudas.  No último ano rotário duas etapas foram concluídas. A primeira refere-se ao plantio de 1.200 árvores, completando 13.200 árvores plantadas desde o início do projeto. A segunda etapa corresponde a um replantio de 1.100 mudas cujas aquelas que foram plantadas anteriormente não vingaram. O projeto consiste em plantar, aguar em caso de seca prolongada, rapinagem que o clube paga a trabalhadores, além da adubagem necessária até as árvores atingirem certo porte.  O sucesso do projeto que se observa desde o início é exatamente pelo cuidado que os rotarianos têm com as mudas após o plantio. Existe um acompanhamento para que aconteça a evolução da recomposição da flora com mudas, sempre de espécies nativas da região.   São cerca de 22 espécies de árvores plantadas e desenvolvidas, com exceção das castanheiras que se adaptaram bem nesse tipo de solo e se desenvolveram em velocidade maior que as nativas, que são em grande parte, espécies de madeiras de lei.  “O local do plantio, a nascente do Ribeirão Paranavaí, era uma pastagem onde ali se pastoreavam gados e equinos e o terreno era apenas um charco sem vida. Após a implantação do projeto, a nascente voltou a verter água com grande fluxo onde já se pode observar uma pequena queda d'água que, à certa distância, ouve-se seu ruído. Isso, nos permite ter e orgulho deste projeto que é muito elogiado pela sociedade”, afirma Onivaldo Izidoro Pereira, da Subcomissão de Imagem Pública do Rotary Club de Paranavaí Entre Rios. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Postado em 04 de Novembro de 2019

POÇOS PARA MOÇAMBIQUE

Com pouco recurso, você pode fazer parte de um Projeto Global. Junte-se a muitos clubes do Distrito 4621 e salve vidas   Clubes do nosso Distrito, que ainda não realizaram um projeto de Subsídio Global, podem abraçar a oportunidade de se juntar ao Distrito 4621, que busca parceiros para o projeto “Poços para Moçambique”. O projeto surgiu após uma viagem humanitária através do Instituto Poco Poco, da companheira Ana Amstalden do Rotary Club de Saltinho (Distrito 4621), a regiões de Moçambique como Nampula e Chimoio, para conhecer a realidade local de muitos problemas sociais. A governadora assistente do Grupo 12 do Distrito 4621, Adriana de Souza, associada do Rotary Club de Americana, fez contato no Instituto Rotary Brasília, mês passado, com o Coordenador Assistente da Fundação Rotária, Renato Tavares, que trouxe a informação para o nosso Distrito. “Dentro de todas as necessidades que assolam a região, talvez a mais básica para um ser humano seria a ‘água’, que entrou como prioridade e questão de humanidade fazer projetos de subsídios globais dentro da área de enfoque ‘Água, Saneamento e higiene’”, salienta a representante do Distrito 4621. Renato explica que o projeto beneficiará uma das regiões mais secas e pobres do mundo. “Temos a chance de ajudar a instalar 7 poços, localmente conhecidos como ‘furos de água’, que amenizarão a sede de mais de 30 mil pessoas que vivem em total miséria em Moçambique. Os clubes do 4630 podem participar com um recurso pequeno em um projeto de grande porte! O Rotary Club de Chimoio é o clube local que dará o apoio para que tudo seja instalado”, ressalva. Cada poço custará U$ 7100 já instalado e em funcionamento. Foi feito o estudo hidrogeológico para que não se percam os recursos e assim exista a perfuração em local apropriado. O projeto será feito inteiramente com recursos internacionais, sem contra partida, uma vez que não há aportes financeiros dos poucos clubes locais de Moçambique. O que será dado pelo clube de Chimoio é o apoio técnico e de implantação, além do treinamento para a comunidade a fim de que se assegure a sustentabilidade. Valor total do projeto: U$ 49.700. Hoje o que se tem comprometido são:   U$ 5000 FDUC       Distrito 4621 U$ 6000 FDUC       Distrito 3000 ÍNDIA U$ 1000 ROTARY CLUB DE GRIGOTÁ  U$ 1000 ROTARY CLUB DE PIRACICABA  U$ 3000 ROTARY CLUB DE SALTINHO  U$ 3000 ROTARY CLUB DE PIRACICABA-PAULISTA U$ 4000 ROTARY CLUB DE CONTAGEM  Até aqui U$40 mil dólares já com a colocação do Fundo Mundial. Interessados em participar favor entrar em contato com a Adriana pelo telefone (19) 98817-3004 ou com o Renato Tavares (44) 99142-1608. Larissa Nakao Comunicação Corporativa   

Postado em 31 de Outubro de 2019

Marujo Sport: Presidente da ACICAM é parceiro no Programa Empresa Cidadã

Empresa Cidadã do Rotary Club de Campo Mourão Araucária, a Marujo Sport atua no mercado no segmento de materiais esportivos, pesca, camping, armas e munições, em Campo Mourão. O sócio proprietário Alcir Rodrigues da Silva, tem 42 anos e é atualmente também o presidente da ACICAM – Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão. Com foco na satisfação dos clientes, a Marujo Sport possui 12 colaboradores e trabalha com diversas marcas esportivas como Adidas, Mizuno, Speedo, Timberland, Columbia entre outras. Na pesca o forte são os produtos das marcas Shimano, Saint, Rapala, Daiwa. “No segmento de Camping trabalhamos com a Nautika, Coleman, Mor, além de outras marcas e no segmento de armas temos Taurus, CBC, Rossi, Colt, Gamo e outras variedades. Atuamos fortemente na região da COMCAM (Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão), que abrange 25 municípios”, explica Alcir.  Além do apoio aos projetos do Rotary, o empresário é também parceiro da Casa das Fraldas, entidade idealizada pela rotariana Marta Paulina Kaiser Leitner, falecida em fevereiro deste ano. “Temos um apoio financeiro mensal neste grandioso projeto que produz cerca de 15 mil fraldas por mês e faz a entrega para famílias carentes e para o Lar dos Velhinhos”, comenta. Alcir também é proprietário da Esporte Land em Campo Mourão e da A2 Esporte, que fica em Cascavel. “É importante que as empresas e as pessoas tenham a consciência de fazer um trabalho social ou que possam apoiar esse tipo de programa do Rotary. Não sou rotariano, mas entendo perfeitamente a forma como o Rotary trabalha, acompanho e conheço a seriedade do processo. Conheço a equipe de rotarianos da minha cidade. De repente, quando a gente não está conseguindo de alguma forma fazer a nossa parte, contribuir com o Rotary é uma forma de apoiar a responsabilidade social”, destaca o presidente da ACICAM. Ele ressalta que é gratificante sua marca estar vinculada ao Rotary International. “Minha sócia tem o mesmo pensamento, de que é positivo nossa empresa estar atrelada a uma organização respeitada mundialmente. É uma entidade séria, formada por pessoas que estão fazendo um trabalho social de qualidade perante a sociedade”, diz Alcir.   PROGRAMA EMPRESA CIDADÃ – A Fundação Rotária ocupa a 1ª posição na lista das 10 Melhores Instituições de Caridade que todos já ouviram falar.  A ABTRF (Associação Brasileira da The Rotary Foundation) foi criada para ser uma solução inteligente para que doações de empresas sejam aplicadas em projetos sociais que levem às comunidades o desenvolvimento sustentável por meio do Programa Empresa Cidadã. Todo o valor doado à ABTRF é gerenciado pela Fundação Rotária, que transforma esta contribuição em projetos humanitários. Mais uma vez, este ano, a Charity Navigator, uma das principais avaliadoras de instituições de caridade dos EUA, deu à Fundação Rotária a classificação 4 estrelas, a maior que existe, pelo décimo primeiro ano consecutivo. Esta classificação é um reconhecimento a nossa forte saúde financeira e ao nosso compromisso com a responsabilidade e a transparência. Apenas 1% das milhares de instituições de caridade classificadas receberam esta distinção.   COMO SE TORNAR UMA EMPRESA PARCEIRA DO ROTARY INTERNATIONAL   Para ser uma Empresa Cidadã, ela deve contribuir à ABTRF o equivalente a mil dólares ao longo de um ano, em uma única parcela ou divididos mensalmente com uma doação mínima de R$ 300,00. Larissa Nakao Comunicação Corporativa    

Postado em 21 de Outubro de 2019

GAs em Ação - Nivaldo Canella - Grupo 3: Mandaguaçu, Maringá Alvorada, Maringá Kakogawa, Maringá Parque do Ingá e Maringá Sul

Com a experiência de ter 23 anos de Rotary, sempre no Rotary Club de Maringá Sul, Canella, como é mais conhecido na família rotária, é formado em Engenharia Elétrica, profissão que atuou de 1981 a 2010 e desde então trabalha no ramo de varejo de calçados. “O que contribui para ser governador assistente são os aprendizados adquiridos com as funções exercidas anteriormente ao longo dos anos no clube e no Distrito e também a participação nos treinamentos de capacitação, seminários, assembleias, conferências distritais, que além de nos trazer um conhecimento imprescindível, proporcionam nos relacionar com os demais clubes e aprender com as ações e projetos desenvolvidos pelos outros”, afirma Canella. Responsável pelo Grupo 2, o governador assistente destaca que o enfoque principal com seus clubes é o desenvolvimento do quadro social, desenvolvimento de projetos distritais e globais, contribuições para a Fundação Rotária através do Programa Empresa Cidadã, ações humanitárias. “A formação de um Rotary Club Satélite é uma das metas do nosso grupo. Estamos prospectando interessados que possam fazer parte deste Clube Satélite do Maringá Sul. Na minha opinião o distrito vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, aumentando consideravelmente a prestação de serviços às comunidades mais carentes. Mesmo com as atribuições pessoais e profissionais de cada um, os associados do Distrito têm se engajado e disponibilizado seu tempo para este fim”.  Larissa Nakao  Comunicação Corporativa

Postado em 16 de Outubro de 2019

Ver todos

JAMEL é a 1ª Empresa Cidadã Major Donor do Distrito 4630

Empresa Cidadã do Rotary Club de Jandaia do Sul, a Jamel é a 1ª Empresa Cidadã do Distrito 4630 a receber o Título Major Donor, em reconhecimento a sua parceria com a Fundação Rotária, pelas suas contribuições ajudarem a transformar em projetos que beneficiam milhares de pessoas em todo o mundo. Esta homenagem de Doador Extraordinário é concedida a pessoas e empresas que atingem US$ 10 mil de contribuição à Fundação Rotária, que reconhece os Major Donors em seis níveis. Segundo o governador 2015-16 Renato Tavares, Coordenador Assistente da Fundação Rotária, as doações de pessoas físicas compõem diversos fundos, entre eles o Fundo Anual de Programas, o Fundo Pólio Plus e o Fundo de Dotação. Quando as contribuições são oriundas de empresas, elas são destinadas para a Associação Brasileira da The Rotary Foundation. “Os investimentos servem para Projetos de Subsídio Distrital ou Global, que financiam programas humanitários, que ajudam a melhorar a saúde, a redução da pobreza, o analfabetismo, o desenvolvimento econômico, a resolução de conflitos, entre outros”, explica Tavares. Ariani Missiato, Diretora Administrativa da Jamel, é a responsável pela gestão da empresa, supervisão administrativa, financeira, jurídica e comercial. “Com muito carinho recebemos esta homenagem e agradecemos a Deus por nos proporcionar nosso sustento e poder contribuir com projetos sociais onde encontramos pessoas especiais, como os rotarianos, que disponibilizam seu tempo livre para trabalhar em benefício ao próximo”, destaca.  A empresária afirma que a contribuição através do Programa Empresa Cidadã “é feita com o coração”. “Na minha opinião temos que ser gratos pela nossa comunidade, pois dela é que vem a ajuda que precisamos para tirar nosso sustento e crescer.  Sem a colaboração das pessoas que moram na nossa comunidade não vamos a lugar algum.  Acredito que todos nós empresários devemos ajudar”, defende Ariani. A Jamel iniciou suas atividades no interior de São Paulo, na cidade de Santa Rita do Passa Quatro, com três sócios.  Nos anos 70 tornou-se necessária sua expansão e foi criada a filial em Jandaia do Sul.   Em 1997, foi feita a cisão da empresa. O sócio Esio Missiato e seus filhos optaram por Jandaia do Sul enquanto os outros dois sócios permaneceram em sociedade na antiga matriz no estado de São Paulo.  O senhor Esio continua na administração como presidente da Indústria Missiato de Bebidas.   A empresa conta com cerca de 500 colaboradores diretos e com 28 representantes comerciais que atendem todo o Brasil e exterior. A marca se expande através do trabalho feito com distribuidores, atacadistas e clientes. “Fazemos um planejamento em mídias televisivas, visuais e redes sociais, além de pela sua qualidade como marca conquistar sempre novos consumidores. Estamos sempre atentos às novas tendências de mercado e procuramos desenvolver produtos que possam agradar aos mais diversos paladares”, explica Ariani.   Para a aprovação de qualquer produto, a Jamel trabalha com a sinergia entre vários departamentos: Qualidade, Jurídico, Custos, Marketing e Comercial.  De acordo com a diretora administrativa, não existe diferença entre matriz e a filial em Anápolis, Goiás. “As duas plantas industriais possuem tecnologia de ponta e alto controle de qualidade dos nossos produtos. A escolha por Anápolis foi feita para melhor atender o Centro Oeste, Norte e Nordeste, pela sua localização. Deu-se pela necessidade de maior produção para poder atender a demanda crescente do mercado pelos nossos produtos”, ressalva sobre a expansão da marca. Além do Rotary, a Jamel é parceira de entidades de Jandaia do Sul e de outras cidades da região, como exemplo creches, asilos, igreja, escolas, etc. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Em 13/11/2019

Horta Social - Cemic São José

Um dia muito especial para nós do Rotary Cinturão Verde e CEMIC São José, 09/11/2019, iniciamos a construção da horta social, em parceria com alunos e professores da UNIPAR, CURSOS SEMI-PRESENCIAIS e a empresa Uniffer. Obrigado a todos por sonhar junto conosco este sonho, só assim foi possível ser realidade. Estamos no começo ainda, tem muito trabalho, toda ajuda é bem vinda, estaremos no projeto todos os sábado das 8h as 11h. Participe!.

Em 09/11/2019 por Rotary Club de Cianorte-Cinturão Verde

Assembleia com o GD 19/20 Edio Martello

Dia 08/11/2019 tivemos a honra de receber nosso DG 19/20 Edio Martello para Assembleia. Muito obrigado Governador pela presença em nosso club, foi com certeza muito proveitosa suas dicas e sugestões. Volte sempre.

Em 08/11/2019 por Rotary Club de Cianorte-Cinturão Verde

GAs em Ação - Cleber Silverio Simão – Grupo 20: Fênix, Lunardelli, São João do Ivaí e Barbosa Ferraz Celeiro do Paraná

Com 13 anos de Rotary, Cleber já passou por todas as comissões. “Mas presidir as de Desenvolvimento do Quadro Associativo, Projetos e Fundação Rotária foi o mais desafiador e gratificante, pois foi com o conhecimento adquirido nelas que assumi o cargo de presidente em 2015-16. Através de treinamentos e palestras, pude enriquecer meus conhecimentos, assim, me senti preparado em aceitar o convite do governador Edio para o cargo de Governador Assistente (GA)”. Casado com Bruna Maria, há cerca de quatro meses chegou Elis Maria para completar a família. Segundo Cleber, a compreensão e ajuda da esposa são fundamentais para ele assumir os compromissos como GA. Empresário no ramo de Papelaria, ele agora transformou um hobby em negócio. Criou, com outros três parceiros, a Cervejaria 4Bodes – Indústria de Cervejas Artesanais. “Mesmo com todos os compromissos no meio empresarial, dedico-me ao máximo aos clubes. Mantenho visitas periódicas e fico à disposição para sanar dúvidas através, de e-mails e telefones”, completa. Seu grupo trabalha na formação de Rotary Clubs Satélites com os rotarianos de Barbosa Ferraz. “Estamos bem adiantados na fundação do RC Satélite em Corumbataí do Sul, onde contamos com o apoio da Equipe Distrital do DQA - Atração e Engajamento, em especial do companheiro Maioli e governador Claudiney Rocco. Ainda temos como meta mais dois Clubes Satélites, um em Godoy Moreira, com o apoio dos Rotary Clubs de Lunardelli e São João do Ivaí, e outro em Quinta do Sol, com o apoio dos associados de Fênix”, explica. Os clubes têm utilizado as ferramentas repassadas em treinamentos para a admissão de novos sócios e, para reforçar esse trabalho, estão em contato com a Equipe Distrital para Palestras de Motivação para Admissão de novos sócios. Em setembro, uma Palestra sobre Projetos, ministrada pelo governador Renato Tavares, foi direcionada para todos os clubes do Grupo 20, com o objetivo de fomentar a realização de Projetos. “Todos os Clubes do Grupo 20 realizaram Projetos de Subsídio Distrital e temos como meta a realização de, pelo menos, um Global por clube”, destaca Cleber. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Em 08/11/2019

EMPRESAS COM RESPONSABILIDADE SOCIAL CONTRIBUEM PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

Existem diversas maneiras de uma empresa ou pessoa contribuir para que tenhamos uma sociedade mais justa, fraterna e melhor, no entanto o “Programa Empresa Cidadã” que estabelece parceria entre empresas e o Rotary, permite o desenvolvimento humano por meio de ações globais que contribuem com a sociedade local, nacional e internacional. Uma dessas contribuições, por exemplo, proporciona imunização de crianças no mundo inteiro contra o vírus da poliomielite que causa a paralisia infantil. Empresas como EMTRE tratamento de fluentes, REAL metais sanitários, INGÁ soluções ambientais, FORMOSA alimentos, JVM ambiental, Supermercado RINCÃO, MARCHEZAN metais sanitários, 2R DIGITAL e RAINHA metais sanitários em parceria com o Rotary Club de Santa Isabel, tem apoiado diversos projetos nas áreas sociais, humanitárias e ambientais. E é com muito orgulho que o Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí, através do presidente Renato Costa Nunes agradece aos empresários, que tem permitido tornar realidade ações concretas de apoio as causas sociais que são tratadas com muita dedicação, respeito e responsabilidade pelo Rotary. “O Rotary Conecta o Mundo”  

Em 04/11/2019 por Rotary Club de Santa Isabel do Ivaí

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL: PROJETO EM PAZ COM A NATUREZA

O projeto “Em Paz com a Natureza” do Rotary Club de Paranavaí Entre Rios após cinco anos de implantação tem dado resultados excelentes na nascente do Ribeirão Paranavaí, local do plantio de diversos tipos de mudas.  No último ano rotário duas etapas foram concluídas. A primeira refere-se ao plantio de 1.200 árvores, completando 13.200 árvores plantadas desde o início do projeto. A segunda etapa corresponde a um replantio de 1.100 mudas cujas aquelas que foram plantadas anteriormente não vingaram. O projeto consiste em plantar, aguar em caso de seca prolongada, rapinagem que o clube paga a trabalhadores, além da adubagem necessária até as árvores atingirem certo porte.  O sucesso do projeto que se observa desde o início é exatamente pelo cuidado que os rotarianos têm com as mudas após o plantio. Existe um acompanhamento para que aconteça a evolução da recomposição da flora com mudas, sempre de espécies nativas da região.   São cerca de 22 espécies de árvores plantadas e desenvolvidas, com exceção das castanheiras que se adaptaram bem nesse tipo de solo e se desenvolveram em velocidade maior que as nativas, que são em grande parte, espécies de madeiras de lei.  “O local do plantio, a nascente do Ribeirão Paranavaí, era uma pastagem onde ali se pastoreavam gados e equinos e o terreno era apenas um charco sem vida. Após a implantação do projeto, a nascente voltou a verter água com grande fluxo onde já se pode observar uma pequena queda d'água que, à certa distância, ouve-se seu ruído. Isso, nos permite ter e orgulho deste projeto que é muito elogiado pela sociedade”, afirma Onivaldo Izidoro Pereira, da Subcomissão de Imagem Pública do Rotary Club de Paranavaí Entre Rios. Larissa Nakao Comunicação Corporativa

Em 04/11/2019

Reuniões Quartas-Feiras | 20:00
R. Ponta Grossa,675 Cep: 86770-000